Open Geek House

sábado, 22 de março de 2008

[enquete] Quem vai levar 1 milhão de Reais. Responda pelo Yahoo! Respostas ou no comentário

2 comentários:

Rosa disse...

A Globo errou na receita do big Brother 8. Programa muito fraco, se comparado às outras edições. A causa foi a escolha dos participantes. Não sei se por consequência das outras edições, mas os participantes dessa edição eram muito preocupados com o comportamento "bonzinho" perante uns aos outros. Nem a polêmica da homossexualidade de um dos participantes e da suposta "bi" entre uma das participantes fez com que o programa se tornasse um assunto cotidiano entre as pessoas na fila dos bancos, ou nos intervalos dos colégios como aconteceu com algumas edições anteriores.
Flertes esperados (já que a casa era composta de jovens) e atritos comedidos. Uma casa de bonzinhos, que se revelaram boas panelas de pressão, se não pela participante Thatiana, que quando estravazava irritava o Brasil com seu falatório e choro. E o choro? O BBB 8 na minha opinião foi a edição dos chorões. Tudo era motivo para lágrimas.
Participantes sem personalidade forte, ou carisma. Nenhum, a não ser o médico, que em muitos episódios na casa chamou a atenção do público.
Talvez a piaiunse ganhe. Uma decepção! Uma moça rancorosa, triste, preguiçosa e come dorme. Ah, certo, ela é sincera!! Pelo menos, mas ao meu ver é qualidade que deve ser inerente ao jogador que quer conquistar o Brasil. No entanto, discordo piamente do chavão atual: "Gy, representa o Nordeste!" Um momento! Isso não é correto. Sou nordestina e não a identifico como minha representante. Não há nenhum mérito na "suposta" representante por ter sido de família humilde, sofrido na infância etc. Muitas pessoas sofrem, vão ao fundo do poço. ISSO NÃO DENOTA O VALOR DE CADA UM. O QUE REALMENTE DEMONSTRA O VALOR É A FORMA COMO A PESSOA VENCE E SE LEVANTA DEPOIS DE UMA QUEDA E DE UMA DIFICULDADE. A piuaiense é um poço de rancor, tristeza e mágoa, muito mau resolvida. Além de ser muito fria e grossa. Pode até ser "gente boa" mas não demonstra. AGORA EU PERGUNTO ISSO É SER NORDESTINA?
A Região Nordeste como todos sabem é uma região que até os dias de hoje sofre pelas desigualdades sociais, e por conter a maioria da população pobre, sem acesso a alfabetização e a condições dignas de sobrevivência, além do índice de desenvolvimento econômico tímido.
No entanto, nos diferenciamos por sermos um povo alegre, jovial, feliz e positivo mesmo diante das dificuldades. Algumas pesquisas dizem que isso decorre em grande parte das regiões de clima quente. Não sei, só sei que somos diferentes sim, e não para melhor, porque somos todos iguais, mas somos sim mais alegres e menos pessimistas. Passei um tempo em São Paulo estudando e quando voltei dei muito mais valor a minha terra. Aqui damos bom dia sem interesse, somos menos desconfiados e solidários uns com os outros. Sorrimos para o sol e muitas vezes agradecemos pela chuva que abranda a seca.
Nunca passei grande necessidades como o meu povo, mas conheço poucas pessoas rancorosas aqui. A nossa dita participante se isolou dos outros participantes sem graça, se mostra fria e indiferente perante a todos os conselhos do apresentador Bial e não procura ser uma pessoa melhor, mais sociável.
E só porque é nordestina tem que ganhar? Ah tenha dó. Bela representante, nunca alguém ganhou um milhão tão fácil: me isolo, como e engordo uns 7 kilos, sou grossa com todo mundo, mas AAAHHHH sou sincera, nordestina, sofri muito na vida, mereço ganhar um milhão!
Se "Gy" ganhar um milhão espero que aproveite e invista na sua educação e preparo, e aprenda a falar corretamente o idioma dela.
É horrível ouvir uma moça falar tão mal o seu idioma. Logo ela que sabe falar francês. Francês né, porque o dela mesmo, ai, ninguém merece!!!
Se for para encarar outro programa nesse nível é melhor inventaram outro reality show, menos monótono e com pessoas mais interessantes e de personalidade.
E para todos vocês que não conhecem o Nordeste, digo-lhes uma coisa: Gyselle não representa o Nordestino!!

Anônimo disse...

A Globo errou na receita do big Brother 8. Programa muito fraco, se comparado às outras edições. A causa foi a escolha dos participantes. Não sei se por consequência das outras edições, mas os participantes dessa edição eram muito preocupados com o comportamento "bonzinho" perante uns aos outros. Nem a polêmica da homossexualidade de um dos participantes e da suposta "bi" entre uma das participantes fez com que o programa se tornasse um assunto cotidiano entre as pessoas na fila dos bancos, ou nos intervalos dos colégios como aconteceu com algumas edições anteriores.
Flertes esperados (já que a casa era composta de jovens) e atritos comedidos. Uma casa de bonzinhos, que se revelaram boas panelas de pressão, se não pela participante Thatiana, que quando estravazava irritava o Brasil com seu falatório e choro. E o choro? O BBB 8 na minha opinião foi a edição dos chorões. Tudo era motivo para lágrimas.
Participantes sem personalidade forte, ou carisma. Nenhum, a não ser o médico, que em muitos episódios na casa chamou a atenção do público.
Talvez a piaiunse ganhe. Uma decepção! Uma moça rancorosa, triste, preguiçosa e come dorme. Ah, certo, ela é sincera!! Pelo menos, mas ao meu ver é qualidade que deve ser inerente ao jogador que quer conquistar o Brasil. No entanto, discordo piamente do chavão atual: "Gy, representa o Nordeste!" Um momento! Isso não é correto. Sou nordestina e não a identifico como minha representante. Não há nenhum mérito na "suposta" representante por ter sido de família humilde, sofrido na infância etc. Muitas pessoas sofrem, vão ao fundo do poço. ISSO NÃO DENOTA O VALOR DE CADA UM. O QUE REALMENTE DEMONSTRA O VALOR É A FORMA COMO A PESSOA VENCE E SE LEVANTA DEPOIS DE UMA QUEDA E DE UMA DIFICULDADE. A piuaiense é um poço de rancor, tristeza e mágoa, muito mau resolvida. Além de ser muito fria e grossa. Pode até ser "gente boa" mas não demonstra. AGORA EU PERGUNTO ISSO É SER NORDESTINA?
A Região Nordeste como todos sabem é uma região que até os dias de hoje sofre pelas desigualdades sociais, e por conter a maioria da população pobre, sem acesso a alfabetização e a condições dignas de sobrevivência, além do índice de desenvolvimento econômico tímido.
No entanto, nos diferenciamos por sermos um povo alegre, jovial, feliz e positivo mesmo diante das dificuldades. Algumas pesquisas dizem que isso decorre em grande parte das regiões de clima quente. Não sei, só sei que somos diferentes sim, e não para melhor, porque somos todos iguais, mas somos sim mais alegres e menos pessimistas. Passei um tempo em São Paulo estudando e quando voltei dei muito mais valor a minha terra. Aqui damos bom dia sem interesse, somos menos desconfiados e solidários uns com os outros. Sorrimos para o sol e muitas vezes agradecemos pela chuva que abranda a seca.
Nunca passei grande necessidades como o meu povo, mas conheço poucas pessoas rancorosas aqui. A nossa dita participante se isolou dos outros participantes sem graça, se mostra fria e indiferente perante a todos os conselhos do apresentador Bial e não procura ser uma pessoa melhor, mais sociável.
E só porque é nordestina tem que ganhar? Ah tenha dó. Bela representante, nunca alguém ganhou um milhão tão fácil: me isolo, como e engordo uns 7 kilos, sou grossa com todo mundo, mas AAAHHHH sou sincera, nordestina, sofri muito na vida, mereço ganhar um milhão!
Se "Gy" ganhar um milhão espero que aproveite e invista na sua educação e preparo, e aprenda a falar corretamente o idioma dela.
É horrível ouvir uma moça falar tão mal o seu idioma. Logo ela que sabe falar francês. Francês né, porque o dela mesmo, ai, ninguém merece!!!
Se for para encarar outro programa nesse nível é melhor inventaram outro reality show, menos monótono e com pessoas mais interessantes e de personalidade.
E para todos vocês que não conhecem o Nordeste, digo-lhes uma coisa: Gyselle não representa o Nordestino!!
Ass. Rosa